Desenhando Produtos em uma Semana com “Design Sprints”;

29 de julho de 2019

Desenhando Produtos em uma Semana com “Design Sprints”.

Autoria: Carlos MAGNO da Silva Xavier

Fonte: E-book “Sprint” (Jake Knapp, John Zeratsky e Braden Kowitz)

As equipes de desenvolvimento de produtos e serviços precisam usar novas maneiras de criar sistematicamente soluções que resolvam corretamente os “problemas certos”. Frameworks como Design Thinking e Lean UX estão se tornando um dos principais fatores de sucesso para isso.

Eu acabei de ler o livro “Sprint – O método usado na Google para testar e aplicar novas ideias em apenas cinco dias" de Jake Knapp, com John Zeratsky e Braden Kowitz. Nele os autores apresentam o “Design sprints”, método criado pelo designer Jake Knapp no período em que ele trabalhava no Google, e que era usado para tudo na empresa, do aperfeiçoamento do mecanismo de buscas ao Google Hangouts, com o foco em desenvolver e testar ideias.

Ele permite que uma equipe identifique rapidamente os problemas certos para resolver e testar soluções através de prototipagem rápida e feedback. Como tal, eles são uma grande adição para projetos de Scrum. Considerando que o Scrum é uma abordagem para solução de problemas e entrega de soluções, design sprints é uma abordagem para encontrar e entender o problema.

A ideia por trás do design Sprint é desenvolver e testar novas ideias sem construir e lançar nada. Então, em vez de realmente implementar algum incremento de produto mínimo (MVP) para ver se uma ideia é boa, você vai desenvolver e obter dados de um protótipo realista.

Fonte: Google Ventures

O que acontece em cada dia:

  • Segunda-feira (Entenda): compreensão do desafio e do problema. Isto envolve mapear a jornada do cliente e realizar entrevistas com especialistas.
  • Terça-feira (idealize): uma vez que a equipe compreende o problema, é hora de gerar soluções. Através de uma série de exercícios criativos, cada participante irá criar um monte de ideias potenciais e, finalmente, chegar ao seu próprio conceito esboçado no papel.
  • Quarta-feira (decida): a equipe vota e decide qual conceito vai ser prototipado. Isso pode ser uma solução.
  • Quinta-feira (protótipo): a equipe criará um protótipo de alta fidelidade a partir do conceito final e preparará os testes do usuário para o dia seguinte.
  • Sexta-feira (teste): no último dia da Sprint design, a equipe apresentará o protótipo para cinco usuários para reunir seus comentários e ideias.

Dependendo do feedback dos usuários, existem diferentes resultados e maneiras de prosseguir após a Sprint. Se o feedback foi ótimo, a equipe muitas vezes pode usar o protótipo para descer aos detalhes, definindo requisitos e preparando a implementação. Se você receber feedback misto, você pode executar um segundo design Sprint para realizar mais alguns testes de usuário. Às vezes o design Sprint pode revelar que você está indo no caminho errado. Nesse caso, seja feliz que você não investiu mais de uma semana, e siga em frente.

Um vídeo explicativo do Design Sprint, por Jake Knapp, pode ser visto em https://youtu.be/aWQUSiOZ0x8.

 

 

Sobre o autor:

Carlos Magno da Silva Xavier ( Doutor, PMP)

Carlos Magno Xavier

Carlos Magno Xavier

Diretor da Beware - magno@beware.com.br

Carlos Magno da Silva Xavier foi eleito, em 2010, uma das cinco personalidades brasileiras da década na área de gerenciamento de projetos. É Doutor pela Universidad Nacional de Rosário (Argentina) e Mestre pelo Instituto Militar de Engenharia (IME). É Sócio-Diretor do Grupo Beware e sua experiência profissional, de mais de vinte e cinco anos, inclui a consultoria na sistematização do gerenciamento de processos, projetos, programas e portfólio em várias Organizações (TIM, Eletronuclear, BR Distribuidora, Eletropaulo, Marinha do Brasil, Iguatemi, Emgepron, SESC-Rio, Petrobras e outras). É autor/coautor de dezoito (18) livros, dentre eles “Metodologia de Gerenciamento de Projetos – Methodware” – eleito em 2010 o melhor livro brasileiro da década na área de gerenciamento de projetos. É certificado “Project Management Professional” (PMP) pelo Project Management Institute (PMI) e professor de MBAs da Fundação Getúlio Vargas, Fundação Dom Cabral e UFRJ.

 

× Como podemos ajudar?