O BINÔMIO QUE GARANTE O SUCESSO DO SEU PROJETO

>> Voltar para artigos.

O binômio que garante o sucesso do seu projeto

 

Quando comecei a “acordar” para a Gestão do Conhecimento, era escassa a bibliografia disponível para poder fazer um estudo mais profundo sobre o assunto. Encontrar material publicado com relatos de cases de sucesso ou metodologias formais para implantação (aquela “receitinha” passo a passo que todos queremos ter) era algo muito raro. Esta realidade evidenciava que o assunto estava timidamente sendo tratado e experimentado. Hoje o panorama mudou muito. Existe vasta publicação sobre o assunto. É suficiente dar uma “googleada” e um número de pelo menos oito dígitos identifica a quantidade de publicações encontradas.

O que mudou? Por que este repentino interesse no assunto ao ponto se ser tão amplamente referenciado? Acontece que já é largamente reconhecido o importante papel que o conhecimento desempenha como um dos principais recursos que as organizações possuem para vencer seus mais importantes desafios:  produtividade, qualidade, criação de diferenciais competitivos, inovação, desenvolvimento profissional, entre outros. Desafios estes que precisam ser superados para garantir a perenidade das empresas no mercado. Assim sendo, a Gestão do Conhecimento se transforma emassunto em pauta.

No ambiente de projetos, não é muito diferente. O “PMI´s Pulse of the Profession 2015”, recentemente publicado pelo PMI (Project Management Institute) , trata da transferência de conhecimento dentro do contexto do projeto. Muitas outras publicações sobre Gestão do Conhecimento aplicadas na Gestão de Projetos também podem ser encontradas no site do PMI e na internet em geral.

Assim como o conhecimento é identificado como um novo recurso organizacional, paralelamente também pode ser identificado como um novo recurso no projeto, se convertendo em um fator crítico de sucesso para o mesmo. A gestão deste novo recurso traz resultados diferenciados. Resultados estes que transcendem as fronteiras do projeto; indo além do seu ciclo de vida, gerando impactos no negócio e na estratégia organizacional. A seguir relaciono alguns destes resultados:

  • Aumento do nível de maturidade dos processos de Gestão de Projetos;
  • Agilidade na execução;
  • Alinhamento com a estratégia organizacional.
  • Geração de um ambiente voltado para o aprendizado e inovação;
  • Aumento da produtividade na equipe;
  • Integração;
  • Disponibilidade de informação de qualidade para a tomada de decisão;
  • Geração de maior valor para a organização.

Na prática, como se implementa este binômio que gera tão desejados resultados?

A aplicação das metodologias de Gestão de Projetos combinados com Práticas de Gestão do Conhecimento gera novas premissas que devem ser consideradas neste novo contexto onde ambas disciplinas trabalham em total sinergia:

  • Conhecimento é um recurso do projeto;
  • O conhecimento existe dentro das pessoas;
  • Estimular do pensamento e do raciocínio;
  • Reconhecer a importância da experimentação e do erro;
  • Sempre que possível, não substituir o contato humano pela tecnologia;
  • Identificar qual conhecimento é necessário para o produto do projeto e para o desenvolvimento e aplicação das metodologias que são aplicadas no projeto;
  • Identificar os processos do conhecimento que irá a considerar em seu projeto: criar, armazenar, classificar, disseminar, etc;
  • A comunicação é fator crítico de sucesso para a execução dos processos de conhecimento;
  • Os processos do conhecimento são executados como parte de um conjunto de atividades chamadas Práticas de Gestão do Conhecimento;
  • Reconhecer e incentivar a equipe do projeto pela sua atuação na execução dos processos de conhecimento;
  • Não tente medir o conhecimento, é intangível!

Estas premissas geram mudanças na execução da metodologia de Gestão de Projetos:

  • Novas premissas e restrições para o projeto;
  • Novos elementos na análise de riscos;
  • Novas atividades inseridas nas atividades do projeto;
  • Novas métricas e indicadores;
  • Novos produtos gerados durante o ciclo de vida do projeto;
  • Novos recursos no projeto;
  • Nova visão da qualidade e produtividade;
  • Novo tratamento aos experts;
  • Novas atividades de integração;
  • Novas competências para a Gerente de Projetos e sua equipe;
  • ...

De fato, o assunto é muito mais amplo do que comumente é citado. Se você acha que fazer Gestão do Conhecimento é apenas compartilhar informação ou aplicar a práticas de Lições Apendidas, tremendo engano! Você tem a possibilidade de fazer MUITO MAIS, obtendo resultados NOTÓRIOS e sem gerar  esforço adicional. É suficiente você entender como fazer a gestão de este valiosíssimo recurso, presente em todas as atividades do seu projeto, chamado CONHECIMENTO!

PROFESSORA BEATRIZ BENEZRA

BEATRIZ FOTOEngenheira de Software, Gerente de Projetos, Auditora de Qualidade, Especialista em Sistemas de Gestão e Gestão por Processos. Formada em Tecnologia da Informação pela PUCRS , tem MBA em Gerência de Projetos pela FGV. Pós-graduada em  Consultoria para Implantação de Sistemas ERP e Gestão por Processos pela UNISINOS. Coordenou o Comitê de Práticas da SBGC-RS (Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento).Autora  do primeiro Banco de Práticas de Gestão do Conhecimento , sediado pela SBGC. Coordenadora do Grupos de Usuários de Gestão de Conhecimento da SUCESU-RS, Diretora Adjunta dos Grupos de Usuários..  Desenvolveu sua carreira  em grandes corporações como Master Foods, Dell e durante 10 anos na HP Brazil R&D. Avaliadora do Prêmio Inovação do PGQP em 2012, 2013 e 2014. Diretora da Beatriz Dehtear KM, empresa de Consultaria e Treinamentos em Gestão do Conhecimento, com forte atuação em empresas publicas  e privadas, no território nacional e no exterior.